Quando infectadas pelo COVID‐19, as grávidas de termo parecem apresentar um quadro clínico semelhante às não grávidas, sem prova de transmissão viral aos seus filhos

Referência: Chen H, Guo J, Wang S, Luo F, Yu X, Zhang W et al. Clinical characteristics and intrauterine vertical transmission potential of COVID‐19 infection in nine pregnant women: a retrospective review of medical records Lancet 2020;395:809–15 doi.org/10.1016/S0140‐6736(20)30360‐3

Análise do estudo: este é um estudo retrospectivo inicial que analisa o curso da infecção por COVID‐19 em grávidas e nas suas crianças recém‐nascidas. Nove grávidas de termo, com infecção COVID‐19 documentada pelos meios habituais e com sintomas leves (mas com linfopenia em 5 casos e aumento da ALT em 3), deram à luz nove crianças, todas por cesariana. O estado clínico dos recém‐nascidos imediatamente pós‐parto foi excelente (score Apgar ao minuto de 8‐9 e 9‐10 aos 5 mn) e nenhuma das parturientes desenvolveu pneumonia COVID‐19, tendo todas tido alta sem complicações. Para estudar a hipótese de transmissão vertical, doseou‐se em 6 dos recém‐nascidos a presença viral no líquido amniótico, sangue do cordão, zaragatoa orofaríngea, e leite materno, não se tendo detectado qualquer carga viral com a utilização do teste qRT‐PCR (recomendado pelo CDC americano).

Aplicação prática: com base nesta coorte de pequenas dimensões, não parece haver transmissão vertical do vírus COVID‐19 em grávidas infectadas. A evolução hospitalar foi normal nestas mulheres, sem aumento de morbilidade ou mortalidade. Dado que as grávidas são frequentemente uma população de risco aumentado ‐ para elas e para os seus filhos ‐ quando em presença de infecções virais, estes dados são relevantes para a avaliação de risco global. É, no entanto, importante alertar que o número de doentes neste estudo foi muito reduzido e que deveremos esperar confirmação – ou não ‐ em estudos de maiores dimensões.

Autores: Juan Rachadell , Raquel Vareda, Fausto S.A. Pinto, Rodrigo Duarte, Susana Oliveira Henriques e António Vaz Carneiro

Instituto de Saúde Baseado na Evidência (ISBE)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s